Sporting vende Bruno Fernandes por 70 milhões de euros

Bruno Fernandes está a suscitar o interesse de grandes clubes europeus, tendo Frederico Varandas estabelecido como preço mínimo de venda 70 milhões de euros, apurou o Correio da Manhã.

O ‘herói’ da caminhada leonina para a final da Taça de Portugal – marcou o golo que derrotou o Benfica (1-0) na segunda mão das meias-finais – atravessa o seu melhor momento de forma da época e, soube o CM, o Sporting entende que terá grandes dificuldades para o segurar.

O médio, que custou 8,5 milhões (2017), tem contrato até 2023 e uma cláusula de rescisão de 100 milhões de euros.

A exibição frente ao Benfica foi mais uma montra para um futebolista que em Alvalade é considerado um líder nato – no balneário e no campo. É a extensão do técnico Marcel Keizer. E são estas características que, de acordo com as fontes contactadas, colocam alguns tubarões europeus no seu encalço.

O Manchester United, sabe o CM, está ligeiramente à frente dos restantes concorrentes, nos quais se incluem PSG, Atlético Madrid, Chelsea e também o Inter Milão. Aliás, Bruno Fernandes começou a dar nas vistas em Itália ao serviço de Novara, Udinese e Sampdória.

A direção de Frederico Varandas não tem escondido que continua com problemas financeiros e vai aproveitar o leilão para fazer de Bruno Fernandes a venda recorde dos leões, superando João Mário, que saiu para o Inter por 45 milhões de euros.

Certo é que Bruno não tem escondido aos que lhe são mais próximos que quer deixar a sua marca em Alvalade. E para isso terá de ganhar a Taça de Portugal. É que o Sporting não vence dois troféus na mesma época há 11 anos.

Já ganhou a Taça da Liga ao FC Porto e, no dia 25 de maio, pode conquistar a Taça de Portugal, diante do mesmo adversário.

26 golos em 45 jogos nesta temporada
Bruno Fernandes soma 26 golos em 45 jogos nesta época. Só no campeonato tem um registo de 14 finalizações certeiras em 26 partidas realizadas.

Conta ainda com 10 assistências para golo. Igualou um feito de Rui Jordão ao marcar em três jogos seguidos ao Benfica (1979/80).

Fonte: CM