“No banco tenho um jovem doido para fazer em campo o que faz nos treinos”

Bruno Lage assumiu que, dada a intensidade do calendário, teve de fazer várias poupanças e mudanças na equipa, mas que tem gostado sempre das alterações realizadas.

«Tentamos criar rotinas com toda a gente, foi notório nas últimas duas semanas em que fizemos gestão na Turquia e em casa. A dinâmica e a organização coletiva estão lá. Senti que não podemos isolar a linha defensiva, porque todos devem fazer tudo. A responsabilidade de quem inicia ataque é do guarda-redes, os avançados iniciam a ação defensiva. Os avançados fazem o que lhes peço em termos defensivos, e ainda por cima marcam golos, é de lhes tirar o chapéu. Estamos satisfeitos. Amanhã vão jogar quatro defesas que estão rotinados, mas devemos olhar para toda a equipa», disse.

O treinador falou de novo nos avançados, questionado sobre a menor rotatividade que faz na frente: «Sei que no banco só tenho um jovem chamado Jonas que está doido para fazer em campo o que faz nos treinos; temos 5 avançados – incluo sempre o Rafa -, depende das análises que vamos fazendo. O Jota ainda não teve oportunidade de jogar – quando estava 3-0 com o Aves era para o colocar em campo, mas tivemos de reajustar com a expulsão do Ferro. Temos de perceber como estamos a crescer e tomar decisões estratégicas.»

Fonte: abola